Amador Brasileiro Gordinha Tarada Chupando E Quicando No Pau Por Chefe – Sp

74 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

74 seg

Categoria:

Tag:

Amador Brasileiro Gordinha Tarada Chupando E Quicando No Pau Por Chefe – Sp

Amador Brasileiro Gordinha Tarada Chupando E Quicando No Pau Por Chefe – Sp

Durante a semana ela continua dando para o chefe e o fazendo gozar quase todos os dias, normalmente em sua boca em uma chupeta na ora do almoço.

Na verdade, por mais tarada que ela fosse, ele próprio se surpreendera com a atitude liberal da sua namorada.

Sou português e como tal peço desculpa se algum termo que usar, não for familiar ao povo brasileiro que domina este site. Logo que cheguei comecei a frequentar a escola e no comeco tive alguns problemas de fazer amigos, mas passado algum tempo eu comecei a me dar com uma garota chamada Anne Fang! Ela era chinesa, gordinha, tinha os seios pequenos, a bunda grande, grandes labios e era um pouco dentuca! Como podemos perceber nao era uma pessoas bonita… ela era bem feia, mas era uma otima compahia e aparentemente uma boa amiga! Adorava estar com ela!!! Ela tinha alguns problemas relacionados a sua cultura, ja que a cultura oriental e muito fechada e muito rigida, ela sofria muito e nao era feliz! Fiquei com pena e comecei a tentar ajuda-la… e fui conseguindo… cada dia que passava ela era mais feliz! Eu percebia o quanto que ela gostava de estar ao meu lado, o quanto se preocupava comigo, que me olhava diferente! O tempo foi passando e chegou o momento que eu me dei conta que ela estava completamente apaixonada por mim!!! Isso deve ter dado um no na cabecinha dela pois ela comecou a provocar uma serie de brigas, ate que chegou o momento do afastamento completo, ela estava tao confusa que estava preferindo nao mais falar comigo! Eu nao me surpreendi com essa atitude… eu sabia que ela ja tinha muitas dificuldades com os seus sentimentos, em relacao a amizade, carinho, amor… como poderia aceitar que estava completamente apaixonada… e ainda mais por uma mulher!!! Isso ja soava tao normal para mim, afinal ja fazia algum tempo que eu so me apaixonava por mulheres, so beijava mulheres, so transava com mulheres! Entrei em um conflito, mas percebi que ela era minha amiga e que agora estava precisando de mim mais do que nunca, se havia sido eu que a tinha feito descobrir a felicidade, agora eu era o principal motivo de sua tristeza e podia faze-la feliz como nunca!!! Decidi ajuda-la!!! Estavamos numa semana de ferias e uma dia fui na sua casa de surpresa! Quando ela abriu a porta tomou um susto e ficou completamente em estado de choque… alguns segundos depois ela fechou a cara e disse: “o que vc esta fazendo aqui? Ja felei que nao quero mais falar com vc!!!” Olhei bem no fundo dos olhos dela, sorri e falei: “Anne, calma, eu so vim aqui para conversar com vc! Me da so uma chance!!!” Percebi que ela nao estava disposta a ceder, mas fraquejou diante do meu pedido e me convidou a entrar. Ela subiu e começou a cavalgar, e aquela bunda perfeita quicando em mim e revelando aquele cuzinho lindo me deixaram louco.

Isso maridinho morde ela agora, coloca o bico dela na sua boca e fica mamando! – Eu nessa hora já estava quase pirando de tanto tesão, minha calcinha encharcada e o Carlos sendo o melhor ator que já foi dirigido na vida!Ela beijava o pescoço dele, enfiava a mão dentro de sua calça e continuava provocando – Hummm Marina, acho que meu homem quer foder a tua xota, o pau dele está latejando! – Não sei se ela apertava o pau do marido ou estava punhetando mesmo, mas o Carlos soltava uns gemidos tão altos de tesão,que me deixavam mais alucinada e perdida nos meus próprios sentidos,foda-se se eles não me conheciam,foda-se se eles eram casados,fodam a mim!Não tinha certo ou errado nessa cena eu não estava nem aí,eu queria mesmo tudo aquilo e mais um pouco que aquela maluca estava falando, ele me chupando eu abrindo as pernas, ele colocando os dedos dentro de mim, puxou minha diminuta calcinha para o lado e sentiu todo meu calor e umidade cravei os dentes em seu ombro e gemi ali mesmo.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.