Caiu Na Net Video De Sexo Amador Deliciosa Buceta Grande Carimbando Buceta Na Rola Com Ex-funcionário Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Caiu Na Net Video De Sexo Amador Deliciosa Buceta Grande Carimbando Buceta Na Rola Com Ex-funcionário Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

Caiu Na Net Video De Sexo Amador Deliciosa Buceta Grande Carimbando Buceta Na Rola Com Ex-funcionário Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

Ele beijava a minha boca chupava os meus seios, lambia a minha barriga, até que chegou na minha boceta, ele estava doido de tesão, parecia um maluco apaixonado, chupou a minha boceta socou a língua no meu cu, socou quase que a mão inteira na minha boceta, nós estávamos praticando um sessenta e nove muito gostoso aquilo me deixou com tanto tesão, que eu chupava o seu pau com tanta força e ele acabou gozando na minha boca, depois que eu engoli toda aquela porra deliciosa, rapidamente ele veio pra cima de mim e socou o pau na minha boceta, ele socava o pau na minha boceta, beijava a minha boca chupava os meus seios e me fez gozar duas vezes seguidas.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.

E achei uma pegadora, ( mulher quer foder a sua mulher na sua frente), achei, liguei e marcamos pro dia seguinte,Na hora marcada ela chegou, Marcia , baixinha ,coxuda, seios pequenos e firmes ,bunduda e de cintura fina como a AnaTomamos umas cervejas e acertamos os termos, eu só comeria a Ana mas a Marcia tinha liberdade pro que quisesse, fomos pro quarto e de pronto tiramos as roupas,sentei nu numa cadeira e fiquei punhetando assistindo as duas de calcinha na minha cama, a Marcia começou a acariciar a Ana que estava ainda meio tímida com a nova experiência mas começou logo a se soltar,um beijo molhado e quente abriu as portas do tezão, sem muito esperar uma tirou a calcinha da outra bem devagar a Ana ficou deitada enquanto a Marcia beijava o corpo gostoso de minha gata, beijava seus firmes seios com delicadeza mas com vontade a Ana se contorcia de tezão sentindo seus dedos deslizarem por sua boceta melada, olhava admirado aquelas duas bundas gostosas se contorcendo na minha frente quando a Marcia caiu de boca na buceta do meu amor, um gemido mais forte de prazer se ouviu meu amor me olhou e me chamou, dei minha pica pra ela mamar gostoso como sempre faz enquanto ela era chupada na buceta pela Marcia, Marcia pegou minha mão e pos em sua buceta e enfiei meus dedos na puta que gemia , fui mamar a buceta da minha gata e a Marcia foi me mamar e punhetar , o que era pra ser só as duas virou um ménage , Ana sentou na minha pica e a Marcia na minha cara e as duas se beijavam e bolinavam os seios uma da outra enquanto eu fodia uma e chupava a outra, trocamos de posição de novo, deitado na cama com as duas me chupando e elas com as pernas entrelaçadas roçando as bucetas, que delicia viver isso, fui conduzindo e colequei as duas numa delicia de 69 loucura de chupada vigorosa entre as duas , línguas , dedos, e bucetas meladas, e a Ana explodiu, vou gozar, urrou já se derramando num gozo longo e gemido, a Marcia falou enfia esta pica em mim e enfiei, fodia aquela buceta ao mesmo tempo que minha esposa mamava a puta, vez em quando minha gata tirava meu pau da buceta da Marcia e me chupava pra depois por de novo na buceta da vadia, Marcia enfim anunciou seu gozo esporrento, urrou de prazer e se derramou na cara da minha gata, as duas já meio cansadas da pegada que elas se imporam ficaram de quatro na cama lado a lado e olhando pra trás minha Ana disse: vem da tua porra pra gente vem!Meti na minha gata primeiro e meti os dedos na Marcia que estava com a buceta melada e inxada , meus dedos deslizavam na buceta de uma e minha pica na buceta da outra e comecei a revezar, passei a fuder a Marcia e meter os dedos na Ana,Quando achei que já estava chegando ao fim da nossa putaria minha gata olhou pra trás e pediu pra meter na sua bunda, pedido atendido, meti no cuzinho gostoso da minha gata e o dedo no cuzinho da Marcia, algum tempo depois anunciei o gozo, minha gata virou o corpo e começou a me punhetar ate que gozei em seus seios, a Marcia veio e começou a roçar seus seios nos seios da minha gata se lambuzando também da minha porra e lambeu meu pau pra sugar as ultimas gotas de porra, exaustos fomos tomar banho os três e finalizamos a noite com cerveja e bate papo, acho que provavelmente ainda veremos a Marcia outras vezes. Paula deitou com os seios perto da sua boca e eu que estava não me aguentando mais abri suas pernas lambuzadas de porra, sua buceta toda vermelha e arregaçada e meti enquanto Roberto chupava seus peitos. Um ano de encontro, o João acabou se mudando de cidade, eu cresci e ficou apenas o registro na minha mente, não fiz mais nada com nenhum homem, o medo era a causa. Tenho seios médios e bunda grande.

Um dia estavamos em casa conversando e contei a ele sobre a gostosa que conheci no puteiro,contei em detalhes o que aconteceu,que havia comido ela gostoso do jeito que queria e ele logo ficou todo animadinho,deu uma apertada no seu pau e disse:Eu também quero comer com vontade essa putinha. Conhecemos a 02 anos um casal da Paraíba, na faixa dos 40 que mudaram para nossa cidade ficaram nossos amigos. Com uma toalha, sequei os cabelos, um pouco úmidos da chuva…Percebi pelas câmeras, a sombra de um carro escuro estacionar frente a porta de vidro…Eram 7:28hs…as sinaleiras desligaram, a porta abriu e desceu rápido uma mulher que se aproximou da porta de vidro…Deve estar se abrigando da chuva !…Pensei…Mas com a chave, bateu no vidro da porta…Quem será ?…Não queria atender ninguém, queria trabalhar tranquilo , sem pressão…Uma segunda batida, me despertou a curiosidade, pois pelas câmeras não podia identificar quem era…Atravessei a sala escura da recepção e surpreso, não acreditei !…Abri a porta rapidamente…Junto com o vento frio, entra ela e num impulso nervoso, se atira num abraço…Carla !!!…Seu corpo tremia, suas mãos úmidas demonstravam em excesso , a adrenalina e o medo…Carla era casada, morava numa cidade próxima, já nos conhecíamos há algum tempo, fazíamos sexo pelo computador…Só tinha acontecido um beijo, daqueles inesquecível, na primeira vez que esteve comigo…Ai, Carlos, estou com frio ! Me leva pra dentro…pediu elaAmor, sua louca …Não fala…não fala nada…Só me beija, estou muito nervosa !…respondeu ansiosa!Fomos caminhando colados, a sala ainda escura devido a hora e a chuva lá fora…Sua boca estava úmida e quente…Seu hálito gostoso e o momento inesperado, me excitou…Entre tropeços, alcançamos a segunda sala… ela me beijava, com saudades, com medo e com excitação…Deixa eu sentar, minhas pernas tremem, disse ofegante…Sorri, ainda não acreditando na loucura daquela mulher…mas uma onda de prazer me invadia…Eu e ela, estávamos seguros ali…Era sábado, com chuva…ninguém iria aparecer para interromper aquele momento de amor…A cidade ainda dormia e as pessoas também…Olhei ela sentada…Estava elegante, um vestido solto de tecido leve…a botinha de salto era delicada e no pescoço, uma corrente fininha brilhava sobre a pele clara…Ela percebeu meu olhar e me puxou…Vem cá, para de me olhar…estou com vergonha!Ela havia sentado numa cadeira executiva…Dobrei os joelhos e ficamos frente a frente…seus joelhos na minha barriga…minha boca alcançou a sua, num beijo ofegante e desejado… suas pernas se abriram, para ficarmos mais próximos…ela sentou mais na ponta da cadeira e senti seus seios encostarem no meu peito…Sua respiração dentro da minha boca, me excitava profundamente…seu vestido subiu, mostrando as pernas acima dos joelhos…minhas mãos deslizaram, acariciando aquelas pernas quentes e trêmulas…Sussurrei no seu ouvido : Vamos sair daqui?…Vamos a um motel…Não… me beija…preciso de ti, quero voce agora… me beija…Minha boca amassava sua boca quente…minha língua tocava a sua, as vezes de leve, outras furiosa…nossa saliva molhava os lábios…ela, de leve mordiscava a ponta da minha língua…Sua respiração aumentou e mostrando dominar a situação, pegou minha mão e colocou sobre sua perna…senti calor e excitação naquele toque…minha mão deslizava no tecido fino e num impulso minha mão entrou por baixo do vestido, sentindo as coxas úmidas e quentes…ela gemia cheia de tesão…lhe sussurrei :Amor, vamos a um motel !!…Não, não quero correr riscos…Quero deixar meu cheiro aqui no teu trabalho…Estou sentindo muita tesão aqui !…disse-me ela !…Vem , amor…me possui !Diante do seu desejo, beijei seus seios cheirosos…minha mão tocava suas pernas e sentia a calcinha molhada…não resisti e fui descendo, beijando seu ventre, por cima do vestido leve que cobria metade do seu corpo quente.

Foi no ano passado, no dia 12 de outubro que eu comecei vê-lo como homem, minha amiga saiu com o namorado e nós ficamos em casa sozinhos, saímos, fomos a uma locadora e alugamos uns filmes, (detalhe, todos os filmes que alugamos eram desenhos, sem nenhum pingo de malícia) Na locadora o Renato pegava na minha mão, se encostava em mim, mas eu tão ingênua achava tudo tão natural, qdo chegamos em casa ele se acomodou em um sofá e eu no outro, colocamos um vídeo e ficamos assistindo, de repente a mão do Renato veio ao meu encontro, ele pegou a minha mão e a levou até a sua boca onde ficou a beijando, ele alisava, beijava, acariciava e eu não entendia nada, ele então se levantou do sofá onde estava e veio em minha direção, confesso que senti um pouco de medo, estava surpresa com a reação dele, eu sempre gostei muito de sexo, mas nunca dei a entender isso a ele, pelo contrário, eu sempre tive o maior respeito a ele.