Casal Doidera Recebe Casal De Novinhos Em Casa – Parte 1

Casal Doidera Recebe Casal De Novinhos Em Casa – Parte 1

Casal Doidera Recebe Casal De Novinhos Em Casa – Parte 1

Como o colega estava demorando, o policial que estava na viatura resolveu averiguar a situação, encontrou a porta aberta da casa aberta e com certeza escutou os gemidos vindo do quarto, ele entrou no quarto e flagrou minha esposa sendo devorada por aquele negão, o casal animado percebeu a presença do terceiro elemento na cena, ficaram se olhando por um momento, minha esposa saiu de cima do negro e foi em direção ao outro policial, ele estava imóvel, ela tirou a roupa dele e começou a mamar com gosto, ela o puxou pela mão e o levou pra cama, voltou a posição em que estava cavalgando sobre o negro e pediu que o outro policial colocasse no rabo dela, eu não acreditei no que estava vendo, pois ela sempre fazia doce pra fazer anal comigo, e agora ela estava querendo uma dupla penetração, e foi assim que aconteceu, ele colocou por trás e os três quase quebraram a cama de tanto pular, parecia que iriam rasgá-la ao meio de tanta força que metiam nela, quando trocaram de posição o negão pegou-a de quatro, mesmo já tendo sido enrrabada naquela noite ela teve dificuldade para receber toda a ferramenta do negão o rabo, era muito grande, bem maior que a minha e que a do seu colega, mas ele não teve dó, colocou com força tudo dentro daquele rabo enquanto ela tentava mamar o outro policial, e foi assim que eles terminaram a noite, ela gozando muito, o negão enchendo o rabo dela de porra e o policial dando leite quente pra ela na boca, os três cairam sobre a cama, e eu pela internet pude assistir ao vivo minha mulher ser violada por vontade própria por um negão policial que se dizia meu amigo e por seu colega, eu também já tinha gozado várias vezes me masturbando com aquela cena. Estávamos conversando sobre isso em um dia em que eu não fui trabalhar e ela estava lá em casa fazendo faxina, estávamos na cozinha, e ela estava com seu shortinho que faz com que ela fique com um capuz de fusca e permite ver sua calcinha enfiada em sua bunda, e enquanto ela me falava que já estava há 3 meses sem poder transar me contou que estava tendo muito problema financeiro, pois tudo estava muito caro, e as pessoas estavam começando a parar de contratá-la para reduzir gastos, eu estava só de bermudinha em casa, havia acabado de tomar um banho e ela virou pra mim e disse, meio que em tom de brincadeira, acho que vou começar a fazer programa escondida, pois assim acabo matando meu tesão e resolvendo meu problema de dinheiro, ela disse isso e riu, mas na hora isso me deixou excitado, de tal forma que meu pau fez um volume sob a bermuda, como estava ao lado dela eu coloquei a mão em seu ombro e perguntei se ela tava pensando realmente sério nisso, ela colocou a mão em minha cintura e disse que tinha hora que tinha vontade mesmo, mas o problema é que teria que dar pra um monte de gente feia, que os caras que iam querer ela não iam ser novinhos e bonitos iguais a mim, quando ela disse isso eu segurei a mão dela tomei coragem e falei, -você que pensa, olha como que eu fiquei só de ouvir você falando isso! Então coloquei a mão dela sobre meu pau, por cima da bermuda, ela olhou pra mim com cara de assustada e de safada e disse, -nossa Rodrigo, você teria mesmo coragem, mesmo com uma mulher bonita igual a sua? Mas enquanto ela falava deixou a mão em meu pau, eu então tirei ele pra fora da bermuda e coloquei sua mão nele e falei que se ela quisesse, eu comeria ela agora, ela começou a me masturbar em pé, encostado no balcão da cozinha, e disse que não sabia se devia fazer isso, que tinha medo e coisas assim, mas sem parar de alisar meu pau, da cabeça até o saco, eu virei ela de costas e encostei meu pau em sua bunda e comecei a me esfregar em sua bundinha, enquanto ela continuava a me punhetar devagarinho, com minha outra mão comecei a acariciar sua boceta por cima da bermuda, ela afastou a bermuda pra que eu enfiasse a mão em sua boceta, e quanto pus meus dedos em sua boceta senti todo aquele melado, ela estava louca de vontade de dar, então pus ela sentada na cadeira da mesa e comecei a esfregar meu pau em sua cara, passando em seus lábios, ela ficou sentindo o cheiro de meu pau e então começou a abocanhá-lo, segurando em meu saco e empurando meu corpo de encontro a sua boca, sugou com vontade por alguns minutos, até que não mais agüentei e levei ela pro sová, arranquei apenas seu shorte e sua calcinha e empinei bem aquela bundinha pra mim, acariciei um pouco mais aquela linda bocetinha e enfiei meu pau nela com vontade, meu pau deslizou com facilidade, e ela estava tão lubrificada que tive dificuldades pra gozar, eu ia metendo em sua boceta e batendo em sua bunda, e ela gemia e dizia:-isso, mete na mamãe, come a mamãe come seu gostoso!, Enquanto ela gemia ela rebolava aquela bunda gostosa e depois de uns 15 minutos de um vai e vem frenético acabei gozando em sua bundinha….

Fui para fora do quarto, minha mae estava acordada já, vendo tv na sala e havia falado com minha prima quando eu estava dormindo, ela havia dito para que eu e minha irmã fossemos a noite para Floripa (dava uns 50km de onde estávamos) para ir a uma balada com um casal de amigos dela. Finalmente o dia chegou ela veio se vestir na minha casa, pois não queria sair assim da casa dos pais, realmente ela tinha escolhido um modelito lindo, quando ela ficou pronta até me espantei, estava muito gata, escolheu um vestido de alcinha bem decotado, vestido curto e saltos pretos quem deixavam a bunda dela mais empinada ainda, na hora eu fiquei excitado e ela me disse, ESPERA AGENTE CHEGAR LÁ SI NÃO VOCE VAI ESTRAGAR TODA A PRODUÇÃO!Como a gente queria aproveitar a noite a 2,acabamos não convidando nenhum casal de amigos, e o pior é que tínhamos ficado pronto bem antes da hora(cada dia as baladas abrem mais tarde)…Ela deu a ideia de agente fazer um esquenta, mais como a balada era em um cidade vizinha vizinha eu disse que não queria beber na ida pois estava acontecendo muitas blitz naquela época devido a lei seca…Lembrei que eu tinha um casal de amigos na cidade, e que moravam a poucos quilômetros da balada, tive a ideia de ligar para o Carlos e a Monica e perguntar se eles estavam a fim de sair e tomar algo, Maços prontamente atendeu o celular e topou, disse pra gente se encontrar num barzinho mais ele falou que se quisemos ele tinha umas bebidas boas em casa e que podíamos ir lá, falei para Camila e ela topou na hora, mesmo não tenho grande intimidade com o casal(já conhecia eles antes de namorarmos)…Chegando no prédio do casal, toquei o interfone e Carlos disse para nos subirmos, quando ele abriu a porta do ap pude ver a cara dele de espanto em ver minha namorada tão linda, ele comprimento nos 2 normalmente fomos para a sala, pedi aonde estava a Monica e ele disse que ela tinha ido passar alguns dias na sua cidade natal para visitar a sua mãe, e que tinha ficado feliz com a minha ligação pq não tinha nd pra fazer…Carlos botou uma seleção de músicas pop e nós começamos a beber na sala, das bebidas que ele tinha a gente preferiu tomar whisky com energético, incrível como o tempo passa com uma bebida na mão e uma boa música, com o álcool no sangue mais animados falamos de vários assuntos, ele pediu se a Camila tinha botado silicone(decote chamava muito a atenção),ela sorriu e disse que sim, que tinha ficado muito bom(eu confirmei),Carlos comentou que ele pediu para a Monica colocar, mais ela tem medo da cirurgia, e que ele achava lindo e etc…Cada vez que a Camila ia no banheiro, mesmo na minha presença Carlos não aguentava e acabava olhando fixo pra ela, depois de algum tempo ele apareceu com uma tequila gols e nos ofereceu como ¨saideira¨ antes de irmos….

Eu fui para a casa de minha avó numa Sexta-feira a noite, ela estava com visita, eram duas mulheres que faziam parte do grupo de oração que ela freqüentava.