Dando O Cu E Gemendo

70 seg

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

70 seg

Categoria:

Tag: , , ,

Dando O Cu E Gemendo

Dando O Cu E Gemendo

Eu estava suando, gemendo cada vez mais alto enquanto ela descia até o meu saco e voltava para o meu pau, chupando como se fosse a última coisa que ela fosse fazer na vida. Sorri logo em seguida e pegou o cartão que caira no chão. – Você está com a buceta molhadinha pra mim Giulia ? Abri essas perninhas pra mim minha putinha.

Ela ficou meio sem graça e, mesmo estando meio escuro dentro do carro pude ver suas bochechas rosarem. Desta vez o corpo de Raliely lançou-se para frente em um espasmo e os pés da poltrona inclinaram. e foi uma chupação só debaixo da cachoeira. Sentei-me e ela continuou: “Apesar do modernismo atual, da liberação feminina, ainda sou muito careta, em função da rigorosa educação familiar que recebi. então me subiu um fogo, e eu tbm disfarçadamente tirei tbm, então como estava ansiosa para sentir o corpo dele no meu, então ele percebeu, e ja se lançou em cima de mim segurando meus pulsos em cima da minha cabeça, e me beijando loucamente, e sem que eu percebe-se, ele amarrou meus pulsos na cabeceira, e foi me beijando, e mordendo todinha. ela se pois de joelhos no sofá. Ele só gemia: ” isso, mama cunhadinha, mama seu macho”Enquanto isso ouvimos de fundo o barulho do meu maridão dando vários tapas na bunda da mulher do macho que eu estava chupando.

Pensei: chega de pintura por hoje, quero esse homem delicioso com seu PINCEL CABEÇUDO pincelando todo meu corpo.

Entrei e vi de frente um banheiro, sem ninguém, claro.

Claro que eu cheguei bem pertinho dela, abracei-a forte, enchuguei suas lagrimas e dei-lhe um beijo… so que este foi carregado de amizade e consolo! Ficamos um bom tempo nos beijando, depois aconteceu algo que eu realmente nao esperava, mas que foi uma das melhore coisas da minha vida! Logo apos que nos beijamos, ela sorriu maliciosamente e disse: “agora e a minha vez, tambem quero!!!”Acessamos a Internet e começamos a procurar sites com histórias que poderíamos transformar em teatro, com o tempo foi tudo virando uma baderna só e ninguém queria mas saber de teatro.

A Cris era profissional, da massagem.

Fiquei totalmente desarmado, sentindo um misto de raiva e uma sensação esquisita que eu não conseguia explicar.