Linda buceta peluda na webcam

visualizações

5 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Linda buceta peluda na webcam

Linda buceta peluda na webcam

Meu pai tem 52 anos, um coroao muito lindo.

Coloquei também uma máscara de renda preta, fiz uma maquiagem leve conectei minha webcam no note, posicionando-a em cima de um armário voltada para a cama do hotel… testei a posição.

De repente percebo que as mãos são mais peludas que as de meu marido e olhando surpresa vejo o Rafael tendo a Marlene ao seu lado sorrindo meigamente para mim. Entao ela calçou uma luva medica e disse – vou examinar essa bucetinha linda tudo bem? -Eu meio que atordoada disse ok. Mas infelizmente tivemos que interromper antes que o colega dele de quarto chegasse.

Eu fui bonzinho e deixei que o cuzinho fosse se acostumando com o diametro do pau.

Hoje os rapazes estão em dúvida? Que estranho!– Nós também achamos que ele toparia de cara, mas… bem, estamos quase certos de que ele vai participar sim, ficou de nos dar uma resposta amanhã. Ele empurrava a rola prá dentro e eu gemia e tentava relaxar… não porque ele tava mandando, mas porque não tinha outro jeito, qualquer pequeno movimento daquela tora me arrancava gemidos, suspiros, quase me faltando o ar.

O clima estava bem tranquilo, só não sei se por causa dos dias agradáveis, ou por causa das escapulidas delas.

Quando Luiz Paulo ouviu que Maneco ia gozar, forçou mais fundo os dedos. Quando cheguei no lugar combinado, eu a vi ali parada me esperando, ela estava linda, usando um vestido preto bem confortável e soltinho, daqueles que estimulam a imaginação para ficar explorando cada pedaço do corpo ali “escondido”. Nessa hora eu já tirei o pau pra fora e comecei a bater uma. Fomos intensificando nossos movimentos, ora devagar, sentindo cada pedacinho dos nossos corpos e ora mais rápido acelerando nossa respiração, naquela mesmo posição fui sentando no sofá, mantendo-a sobre mim para que pudesse cavalgar com vontade, mantendo sua buceta preenchida e bem lubrificada, até ficar de 4 no sofá e levar vara enquanto segurava seu quadril cadenciando nossos movimentos. – Você gosta de marquinha de biquini? – perguntei novamente.