Metendo a rola na buceta peluda

Metendo a rola na buceta peluda

Metendo a rola na buceta peluda

“Renata” se voce está lendo esse conto voce sabe que a irma do bernardo é voce , e voce sabe quem sou eu !E Eu ainda adoro voce garota !!!!"apesar de não ter corpo de modelo como nos contos que costumo ler, sou uma mulher bem cuidada. CADA DIA Q PASSAVA A CONVERSA FICAVA MAIS PICANTE E A FDP AINDA ME MANDAVA UMAS FOTOS DE CALCINHA E MOSTRANDO SUA BUCETINHA NOSSA N ERA UMA BUCETINHA E SIM UM BUCETÃO Q JURO DEVE PESAR MESMO UM KILO E MEIO KKKKKK. Ele falava no meu ouvido: “Tá imaginando você no lugar da garota né? Putinha!” Eu falei que “SIM”, ele meteu mais fundo, tanto o pau, quanto o dedo… e eu perguntei o que ele pensava a respeito, por eu esta pensando nisso, duas pirocas ao mesmo tempo, ele me respondeu que adorou a ideia, que iria providenciar para que isso acontecesse, gozei de novo só de imaginar, Ficamos metendo a noite toda, de QUATRO ele meteu em mim, no cuzinho ele colocou dois dedos, que me levaram ao céus… gozei muito nesse dia, e ele gozou nos meus peitos, o que eu adoro… Agora fica a pergunta ele falou isso na hora do prazer ou vou ter uma Dupla Penetração? Será?"ENTÃO…….

Minha mãe e tia Sandrinha se levantaram sorrindo, dizendo que era muito melhor fazer com a gente do que com homens mais velhos, porque elas se sentiam as mulheres mais gostosas e desejadas do mundo. Foi instântaneo, na hora minha calcinha molhou.

Seu irmão era mais velho e vivia se metendo em sua vida. Vai ficar do meu lado, para a gente se abraçar, para sentirmos nossa ligação e vamos nos beijar bem gostoso.

Ele me xingava, falava que eu era a vadia dela, e aquilo me excitava tanto, que eu me senti até um pouco pervertida.

QUE BONZINHO RESPONDEU ELA, ENTÃO NÃO QUER MAIS ISTO AQUI, E LEVANTOU A SAIA MOSTRANDO A MINUSCULA CALCINHA QUE TENTAVA ESCONDER MEU TEZOURO, BEM ENTÃO EU VOU DEIXAR CRESCER OS PELOS JÁ QUE O JAIME GOSTA BEM PELUDA. Conte mais…Agarrávamo-nos pelas paredes, beijos cada vez mais quentes, arranhões pelo peitoral de Beto, quando ele abaixa meu corpete.