Vídeo vaza na net amigas vagabunda gozando com piroca grossa enquanto seu marido corno grava puteiro em joÃo pessoa paraÍba

20 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

20 seg

Categoria:

Tag:

Vídeo vaza na net amigas vagabunda gozando com piroca grossa enquanto seu marido corno grava puteiro em joÃo pessoa paraÍba

Vídeo vaza na net amigas vagabunda gozando com piroca grossa enquanto seu marido corno grava puteiro em joÃo pessoa paraÍba

"Ele tentava tirar a roupa, tirar a gravata, abrir a calça, mas queria continuar me.

depois que Bené descabaçou Marina, isso aqui virou um puteiro só, a pica do cara é maior que de um jegue, só Fernando guenta tudo aquilo. ISSO ANTONIO, FODE, METE ESSA ROLA PEQUENA DE CORNO MANSO EM MIM, ANDA, TO MANDANDO VOCÊ METER, SEU BROXA.

Sua mão deslizava se dentro da minha calcinha, enquanto ele alisava a minha bucetinha, seu dedo tocava forte no meu cuzinho, aquilo me deixou doidinha de tesão a minha vontade era de voltar pelo mesmo caminho de onde viemos e fazer tudo de novo, mas eu só não voltei porque eu já estava atrasada para chegar em casa, quando ele saiu do meu carro, eu falei hei a minha divida já está paga né, ele deu uma risada e disse, você demorou tanto para pagar e agora eu preciso calcular os juros e saiu do correndo, eu fui pra casa pensando naquela tarde deliciosa que passei com o meu cunhado e já estava louca para repetir e lhe pagar os juros, ainda mais depois que ele falou dos juros, eu tinha certeza de que ele me procuraria mais vezes e eu não teria como negar, porque ele sabia do meu segredo e agora ele era o meu pesadelo e o meu produto de consumo que eu mais desejava, ele não tinha nada a perder ele só tinha a ganhar e isso incluía em me ganhar também, porque a partir daquela tarde ele teria motivos duplos pra me chantagear, mas eu sei que fui fraca e não me arrependo do que fiz e quero fazer tudo de novo, eu não quero que essa conta se acabe tão cedo. Com os dois seios de fora, ele me agarrou pela cintura e saímos pulando no meio do povo era uma mão na bunda, uma no seio, outra na boceta, isso sem contar com as mãos, alisando as minhas coxas, cada hora tinha uma boca, beijando a minha, quando procurei pelo meu marido e pela minha irmã, já não os achei mais, então continuei agarrada com o garotão, que alisava e apertava a minha bunda, eu já estava meia bêbada e continuei bebendo sem parar, eu já estava chamando Jesus de Genésio e Maria de João, eu só me lembrava de que eu estava com a blusa aberta e com os seios de fora, de repente paramos para comprar mais cervejas, foi quando o garotão me encostou em uma arvore e começou a me beijar. "Numa 5ª feira a noite, precisamente dia 28/01/16 estávamos em nossa casa tomando umas cervejas e nos despedindo, Roberto iria com a mudança para SP no sábado e Angela iria direto da Paraíba para encontra-lo.

uma vez que ela quem colocou a camisinha nele,como se ela estivesse dando o aval final pra toda aquela putaria ele estava quase gozando no oral, ele me levantou com tudo do chão, novamente me colocou sobre a mesa,dessa vez de bruços arrancou meu vestido,tirou minha calcinha,fiquei somente com os saltos, segurou meus cabelos, me deu uns bons tapas na xana, na bunda, e mandava eu empinar a bunda, mais e mais, levei muito tapa, como se fosse uma menina levada sendo punida por estar querendo tanto o pau dele dentro de mim, e como se ele estivesse lendo meus pensamentos ele socou toda aquela vara de uma só vez, sem charminho ou enrolações, minha xota estava pingando não foi tão difícil assim,ele foi um animal,me comeu, meteu gostoso , me puxava pelo cabelo na intenção de colocar cada vez mais fundo,me pegava pela cintura, aquele som característico, mas tão gostoso, arrepios percorrendo pelo meu corpo, não escutava mais a voz da Clara,estava escutando o encontro dos nossos corpos e sentindo o formigamento na base da minha coluna que antecede a um bom orgasmo,sem vergonha alguma incentivei entredentes:Fode,Fode,Fode sua vagabunda…Me deixa toda arrebentada,não para de me comer e mostra para a corna da tua esposa como que uma puta tem que dar!Ouvi os gemidos guturais do Carlos,e as ultimas bombadas que acompanharam com sincronia a minha explosão gozei muito gostoso,ele se jogou sobre mim e ficamos alguns segundos nessa posição, a Clara se aproximou, e deixou um beijo no meu ouvido. Enquanto pensava em como aquela rola seria gozando, comecei instintivamente a fazer os movimentos de uma punheta bem carinhosa. Muitas noites ficava lembrando o que minhas amigas me contavam. Começamos a beber e a ouvir a estória do cara;quando estávamos já alegres,Jobson já pelado sugeriu assistirmos um vídeo de sacanagem,foi aceito por todos. Aquela piroca era melhor do que quando eu sonhava.

Junto à glande, meus dedos polegar e médio ainda se tocavam, mas à medida que minha mão chagava no meio o bicho engrossava tanto que a tal taça de champanhe estava agora mais parecendo um lagarto sem pernas.

Gabriel apenas se virou e voltou para seu quarto, passou lá quase o dia inteiro, triste, tinha perdido mais um pessoa que amava.

Andréia foi lá e começou a chupar o cuzinho de Tony que fez milagrosamente um 69 comigo me sem se esquecer de limpar o meu rabinho melado com sua própria porra;Desliguei o telefone, era o marido dela, um oficial de alta patente da marinha brasileira, 3 seguranças pessoais e diversas armas para proteção pessoal, típico militar autoritário ciumento e machista, e além de tudo, corno.